X hits on this document

37 views

0 shares

0 downloads

0 comments

5 / 17

este tempo verbal passado indica a certeza de que haverá um acontecimento futuro e, talvez, em relação com o que estamos tratando, o fato de que a glória prometida para o futuro já começou a cumprir-se.5

O contexto posterior merece ser analisado com atenção.

Exegese em Rm 8:31-39

Em Rm 8:31-39 encontramos uma série de perguntas, que exigem obrigatoriamente uma resposta negativa. A primeira dessas perguntas, serve de transição com o contexto anterior que começa em Rm 8:1.6 Paulo vem declarando que aqueles que estão em Cristo Jesus:

  1.não serão condenados (vs.1-8)

 2.o Espírito Santo habita neles (vs.9-11)

3.o Espírito testifica que eles são filhos de Deus (vs.12-17)

4.esperam o completar da restauração inaugurada (vs.18-25)

5.o Espírito intercede por eles (vs.26-27)

 6.Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que O amam (vs.28)

  7.Deus completará a salvação de eternidade à eternidade (vs.29-30).

Depois de todas essas declarações, no verso 31 Paulo argumenta retoricamente “que diremos,7 pois, diante disto?”8 Todo o contexto anterior é uma indestrutível corrente de idéias, como o contexto posterior continua alimentando esta seqüência (vs.37 “em tudo isto”). É uma corrente com elos de aço. Em sua pergunta transitória ele conclui tudo o que ele já disse desde o cap. 1 até o cap. 8:1-30, mas em 8:32-39 fornece-nos uma resposta mais objetiva e concisa acerca “disto”.

5 Guilhermo Hendriksen, Comentario del Nuevo Testamento – Romanos (Grand Rapids, Libros Desafio, 1994), p. 319

6 Não há unanimidade entre os comentaristas acerca do que Paulo se refere quando diz “diante disto”. Se o conteúdo “disto” é o contexto antecendente, e qual seria a abrangência; ou, se seria somente o contexto posterior. Alguns deles entendem que a expressão “disto” envolve o contexto anterior, contudo, não concordam sobre a sua extensão: C.E.B. Cranfield (vs.28-30); W. Hendriksen (caps. 1-8); John Murray (vs.18-30); J. Denney (vs.17-30).

7 Observe esta forma de enunciar o argumento também em Rm 3:9; 4:1; 6:1; 7:7; 8:31; 9:30.

8 Preferi uma tradução mais literal. No original não ocorre a palavra “coisas” nem no verso 31, como também no verso 37.

Document info
Document views37
Page views37
Page last viewedSun Dec 04 15:07:08 UTC 2016
Pages17
Paragraphs136
Words5210

Comments