X hits on this document

Word document

 Percepção da insuficiência de sua formação e da ocorrência ... - page 6 / 10

28 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 10

ESTADIA EM PARIS

Neste momento, Marx teve a clareza de que o seu conhecimento filosófico, dentro de uma abordagem jurídico-política, não daria conta de responder ao problema que se lhe apresentava. Por não possuir respostas, Marx não terminara o texto, levando-o consigo para Paris.

Na capital francesa, estabelece-se no número 38 da rua Vanneau, dividindo a residência com outros intelectuais alemães exilados. Coloca em prática seu projeto de publicação de uma revista que se ocuparia da análise das manifestações culturais ali emergentes, além das preocupações com o Estado alemão. Durante sua dedicação à produção da revista Anais Franco-Alemães, que a produziu em conjunto com Arnold Ruge, chegou às suas mãos um texto, de pouco mais de trinta páginas, de Friederich Engels (1820 - 1895), que escrevia e enviava às revistas artigos para serem publicados.

INÍCIO DA PARCERIA COM ENGELS

Como expõe José Paulo, Engels também nascera na Renânia, mas, diferentemente de Marx, era filho de uma rica família de industriais do ramo têxtil, com fábricas na Alemanha e sociedade na Inglaterra. Outra diferença entre os dois pensadores ficaria por conta da formação acadêmica. Diferentemente de Marx, Engels nunca freqüentou cursos regulares, passando como aluno-ouvinte pela universidade. Apaixonado pelas questões militares, prestou serviço no exército voluntariamente. Segundo o professor, Engels possuiria uma inteligência sintonizada com as novidades, de fina percepção para os fenômenos emergentes. Sentindo que o filho precisava de uma formação mais rígida, o pai de Engels o enviara para a Inglaterra onde, de 1842 a 1844, ele trabalharia na empresa de sociedade do pai, em Manchester. Ao invés de gerenciar a empresa da forma como seu pai o esperava, Engels se liga ao movimento operário inglês que estava se desenvolvendo, impulsionado pelo Movimento Cartista. Engels chegou a se casar com uma operária de origem irlandesa e posteriormente, por ocasião de sua morte, assume compromisso com sua irmã.

Um dos artigos por ele escrito continha um texto intitulado Esboço de uma crítica sobre economia política que, segundo José Paulo, poderia ser qualificado por singelo e, ao mesmo tempo, extremamente revolucionário. Este esboço viria ao encontro do anseio de Marx pelo entendimento da sociedade civil burguesa, sendo de fundamental importância em seu desenvolvimento intelectual, tanto que fora por ele caracterizado como genial, quando da publicação do primeiro volume de O capital.

No final de 1844, em sua viagem de retorno da Inglaterra, seguindo para a Alemanha, Engels passou por Paris, encontrando-se com Marx e com ele mantendo diálogos. Dentro destas conversas, perceberam que, mesmo por caminhos diferentes, chegavam às mesmas conclusões e, como resultado destas discussões, surgiu, em 1845, a obra de nome A sagrada família ou Crítica da crítica crítica, além de toda a colaboração intelectual entre ambos, classificada pelo professor como “a mais importante do mundo moderno”.

Nesta parceria, apesar da maior saliência intelectual de Marx, José Paulo afirma que não devemos subestimar a importância de Engels como o principal interlocutor de Marx, tendo o introduzido no universo da Economia Política. Para o professor, Engels fora um pensador original, mesmo que trabalhando com Marx, possuía a autonomia como característica.

Após o fracasso da Revolução de 1848, tanto Engels como Marx foram para a Inglaterra, onde permaneceriam durante a década de 50. Enquanto Marx se instalou em

Document info
Document views28
Page views28
Page last viewedWed Dec 07 11:10:45 UTC 2016
Pages10
Paragraphs110
Words5324

Comments