X hits on this document

106 views

0 shares

0 downloads

0 comments

14 / 38

posicionamento das empresas, assim como a urgência e grau de criticidade com que devem ser encarados estes problemas perante a sociedade.

                           As estratégias a serem adotas, ou seja, as ações de Marketing social a serem aplicadas dependerão dos níveis dos problemas sociais do ambiente em que a empresa está inserida, bem como uma análise sobre o objetivo da empresa e do que almejam atingir.

                            As ações, ou programas de Marketing social apresentam três níveis de atuação: Conscientização, Mobilização e Sustentação. (VAZ, 1995)

                           Conscientização: Esforço que procura mudar valores, crenças e atitudes, através de uma reflexão sobre comportamentos, através da sensibilização. Dependendo do assunto, tema e ou expressão a conscientização pode ocorrer em longos períodos, uma vez que podem estar vinculadas as raízes culturais do individuo.

                           Mobilização: O esforço de mobilizar só pode ser medido, apurado, através de uma resposta do consumidor, público alvo, a determinadas práticas já implementadas pelas empresas, ou seja, as pessoas só são mobilizadas quando sentem-se tocadas, motivadas a desenvolverem algo em virtude de uma ação desenvolvida pelas organização.

                           Sustentação: Este é o único esforço que não é voltado para a população, de uma forma geral, mas sim para os possíveis patrocinadores da causa, empresariados ou órgãos governamentais. Este esforço nos remete a reflexão sobre de quem deve ser a responsabilidade de se desenvolver ações de marketing social. Problemas locais, de dimensão comunitária, tendem a ser de responsabilidade de entidade particular. Porem quando possui dimensão maior, o estado passa a interferir.

                           Sabe-se que a Constituição Federal, Capítulo II, art. 6º assegura condições de vida adequadas a toda a população. Entretanto, os problemas sociais nem sempre são tratados pelo Estado, cabendo as instituições empresariais e também as entidades, hoje denominadas Organizações Não Governamentais – ONGs, que surgiram da descentralização das responsabilidades sociais, que lutavam por determinadas causa na busca por sanar os problemas sociais.

                           Algumas ONGs possuem apelo internacional, como o “Greenpeace” criado no ano de 1970 de origem Canadense que hoje é considerada um fenômeno mundial. Já no Brasil existem inúmeras ONGs divididas de acordo com as mazelas existentes.

Document info
Document views106
Page views106
Page last viewedSat Dec 10 17:07:19 UTC 2016
Pages38
Paragraphs276
Words12154

Comments