X hits on this document

PDF document

ESTUDOS E PESQUISAS Nº 367 - page 75 / 143

316 views

0 shares

0 downloads

0 comments

75 / 143

  • O

    bairro Maré é tratado pela Secretaria de Segurança

como território hostil, reduto de traficantes e pessoas da pior espécie. O policial tem dificuldades de distinguir entre um menino de 8 anos e um traficante. Ou será que todos as crianças e jovens do bairro são criminosos em potencial? Daí a estratégia seria eliminá-los? O caso de Matheus não é diferente do caso de Renan (3 anos),

Felipe (17 anos), dessa realidade, propor?

Ramon (11) que política

e muitos outros.

Diante

de

segurança

podemos

das

  • O

    grande

Unidades

debate hoje gira entorno da instalação

de

Policiamento

Pacificadoras,

implementadas em 7 comunidades populares da zona sul do Rio de Janeiro. Acompanhando a euforia da grande mídia e os depoimentos de alguns moradores que foram muitos receptivos a essa política, ficamos apreensivos. Enquanto morador fica difícil não estar de acordo com a proposta da UPP, até porque conviver com o tráfico é muito difícil, só nós sabemos o que passamos.

Mas, apesar dessa situação incomoda, vivemos em um Estado de Direitos e não podemos aceitar a implantação de um regime quase ditatorial. A UPP opera na lógica do controle sobre o território, até ai nenhuma diferença do tráfico e das milícias. Não vem para garantir a soberania, chega pra ser a soberania. Esse tipo de política dentro de um estado republicano de direito é inadmissível.

Somos a favor de uma política de valorização da vida; de retomada da soberania urbana; pela integração

da

cidade;

pelo

respeito

aos

direitos

humanos.

Reconhecemos os avanços da política implementada pela secretaria de segurança, mas pensamos que é preciso

74

Document info
Document views316
Page views316
Page last viewedMon Dec 05 07:52:12 UTC 2016
Pages143
Paragraphs2217
Words18664

Comments