X hits on this document

Word document

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas ... - page 100 / 160

355 views

0 shares

0 downloads

0 comments

100 / 160

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas de Letras, Ciências Humanas e Ciências Sociais – Ano 03 Nº 05 – 2007

ISSN 1809-3264

A relação entre configuração contextual dos gêneros do discurso e a teoria da estruturação social – uma discussão teórica

Rodrigo Acosta Pereira16

Salete Valer

Resumo

As diferentes escolhas léxico-gramaticais que os indivíduos utilizam em suas diversas atividades mediadas pela linguagem sofrem determinadas e específicas regulamentações de formação oriundas de regras e recursos (Giddens, 1984) que constituem a estrutura social, determinando como as pessoas agem, se comunicam ou se comportam. Sob essa perspectiva, o objetivo geral desse trabalho é discutir a relação entre a configuração contextual (Halliday, 1994; Halliday e Hasan, 1989; Eggins, 1994, Christie, 2004) dos gêneros midiáticos e a Teoria da Estruturação Social de Giddens (1984). Ao fim, verificar como esse estudo pode contribuir para o ensino de leitura crítica em língua inglesa, tendo como objeto de ensino/aprendizagem os gêneros do discurso (Marcuschi, 2004; 2005; Meurer, Bonini, & Motta-Roth, 2005).  

Palavras-chave: Teoria da Estruturação Social; Gêneros Midiáticos; Ensino/Aprendizagem de Línguas.

Abstract

Different lexical and grammatical choices that individuals use in their social practices suffer determined and specific norms of formation that come from rules and resources which constitute the social structure. Based on that, this paper aims to discuss the relationship between the contextual configuration (Halliday, 1994; Halliday e Hasan, 1989; Eggins, 1994, Christie, 2004) of media genre and the Social Structuration Theory (Giddens, 1984). In addition, it is also aimed to verify how this study can contribute to the genre-based teaching/learning (Marcuschi, 2004; 2005; Meurer, Bonini, & Motta-Roth, 2005).  

Key-Words: Social Structuration Theory; Media Discourse Genres; Language Teaching/Learning.

Introdução

        Textos criam, recriam e resultam de ações sociais mediadas pela linguagem. Ações sociais são indiscutivelmente contextualizadas, isto é, são determinadas por variantes de campo, relação e modo (Halliday e Hasan, 1989). Essas variáveis são determinantes do uso da linguagem em situações específicas, construindo socialmente seu registro. Essas variáveis determinam o conteúdo temático, as relações intersociais construídas e a organização micro e macroestrutural do texto.

Além disso, toda ação social lingüística não apenas possui relação dialética com seu contexto como também se realiza a certos fins específicos, isto é, propósitos sociocomunicativos. Estes, por sua vez, não apenas seguem os parâmetros de organização determinados pelo registro - contexto situacional – como também sofrem as coerções de um conjunto de aspectos postos em relação pela prática sociocultural da qual faz parte –

16 Mestrandos em Lingüística pela UFSC. Bolsistas CAPES.

Document info
Document views355
Page views359
Page last viewedMon Dec 05 18:47:22 UTC 2016
Pages160
Paragraphs2338
Words79461

Comments