X hits on this document

Word document

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas ... - page 17 / 160

318 views

0 shares

0 downloads

0 comments

17 / 160

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas de Letras, Ciências Humanas e Ciências Sociais – Ano 03 Nº 05 – 2007

ISSN 1809-3264

compreensão equivocada. Segundo Mailhac (1996, p. 177, tradução da autora):

Em muitos casos, um referente cultural é traduzido de tal maneira que a coerência da situação é afetada. Reconhecidamente, o leitor poderá não notar algumas das inconsistências (...). Na busca por coerência, o leitor também poderá, ocasionalmente, acabar atribuindo um sentido diferente para a situação.   

Observa-se, a partir dessa exposição, que língua e cultura estão intrinsecamente relacionadas; portanto, ambas devem ser de conhecimento tanto do tradutor quanto de quem avaliar as traduções.

Williams & Chesterman (2002), ao mencionarem algumas das possibilidades de pesquisa no âmbito da tradução técnica, ressaltam o aspecto cultural envolvido em tal modalidade tradutória e lembram:

Alguns tópicos de pesquisa dizem respeito a problemas de estilo e de clareza, convenções do tipo de texto, expectativas do leitor específicas de uma determinada cultura e os problemas peculiares de certos tipos de documentos tais como patentes. (WILLIAMS & CHESTERMAN, 2002, p.13, tradução da autora)

Pode-se observar, a partir da afirmativa dos autores, que a tradução técnica é permeada não só por convenções culturais, mas também por convenções específicas de cada tipo de texto, de acordo com a especialidade deles. Há, ainda, a questão estilística que influencia o trabalho do tradutor. Se ele não possuir uma certa familiaridade com o estilo textual da especialidade que está traduzindo, isso criará uma certa dificuldade ou poderá, até mesmo, produzir uma tradução que não satisfaça ao leitor da cultura alvo.

As dificuldades na tradução técnica decorrentes de fatores ideológicos e culturais, também são mencionadas por Azenha (1999). Segundo o autor, essas barreiras podem abarcar desde itens lexicais específicos ou emprego metafórico de termos técnicos até variações de ordem geográfico-espacial. Nessa mesma direção, Azenha chama atenção para o caso de termos que possuem uma equivalência conceitual; no entanto, dependendo de sua função, eles poderão ser empregados inadequadamente. O exemplo dado pelo estudioso refere-se à utilização das palavras agrotóxico e defensivo agrícola. Ambas estão no mesmo plano conceitual, porém as implicações desencadeadas por tais denominações limitam o emprego delas a determinadas áreas. Vale ressaltar, se uma empresa química fabricante de pesticidas denominar seus produtos de agrotóxico, certamente, com tal escolha, o efeito sobre o número de vendas não será muito favorável à empresa.

Outro aspecto culturalmente desafiador para tradutores técnicos, que cabe ser mencionado, são os métodos de medição e as ilustrações específicas de cada cultura. Imagine o efeito intrigante que pode provocar, num texto em língua portuguesa, o desenho de um carro cuja direção esteja colocada do lado direito, visto que, nessa cultura o lugar habitual dela é no lado oposto. Em uma situação como essa, ainda que a alteração da imagem esteja fora do âmbito de atuação imediata do tradutor técnico “o conhecimento dessa variável permite-lhe buscar formas de cooperação que garantam a coerência de seu texto em etapas posteriores do trabalho de produção do texto”. (AZENHA, 1999, p. 83).    

No âmbito da legendação, o aspecto relativo aos condicionantes culturais não se apresenta de forma muito diferente da tradução técnica. Existe a possibilidade de o legendador deparar-se com termos estritamente pertencentes à cultura da língua fonte e ter de encontrar uma solução que, além de transpor o sentido, respeite as limitações técnicas, como o número de caracteres, por exemplo. Diante dessas restrições, algumas barreiras

Document info
Document views318
Page views322
Page last viewedSat Dec 03 16:24:33 UTC 2016
Pages160
Paragraphs2338
Words79461

Comments