X hits on this document

Word document

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas ... - page 69 / 160

426 views

0 shares

0 downloads

0 comments

69 / 160

Revista Querubim – revista eletrônica de trabalhos científicos nas áreas de Letras, Ciências Humanas e Ciências Sociais – Ano 03 Nº 05 – 2007

ISSN 1809-3264

funciona nestes três casos como uma tentativa da palestrante em manter o contato com os ouvintes, na busca por engajamento e interesse.

(10) ... e acho que o professor José Jorge já falou um pouco, depois a gente pode falar mais (P2)

(11) ação afirmativa para a população negra, ela não está, e aí eu gostaria de chamar a atenção dos senhores numa reflexão, de que nós não temos problemas com ações... (P2)

(12) ...Significa que nós precisamos repensar na universidade e, então, quando eu digo isso e ele falava em outra situação, para uma outra situação, eu quero chamar a atenção de que... (P2)

Considerações finais

A análise das funções das inserções no gênero textual palestra mostrou que, na formulação do texto oral, o falante dispõe de inúmeros recursos de elaboração e articulação do texto, um deles é a inserção.

Ao observar o uso das inserções nas duas palestras, verificamos que elas co-ocorrem com a informatividade, com argumentação e a clareza textuais, explicando, justificando argumentos, exemplificando situações, contribuindo com a interação.

Vale ressaltar que as inserções, apesar de causarem ruptura sintática e tópica, estão semanticamente relacionadas ao tema em que foram aplicadas. Por mais que o tema da inserção se difere do tópico no qual ela está, há sempre uma função, um objetivo para a sua presença, e isso pode relacioná-los semanticamente. Em alguns casos, embora introduzida no meio de um tópico, a inserção pode ter um conteúdo mais relevante que aquele, ou tão relevante quanto.

Enfim, nesse gênero textual específico, a inserção se mostrou descontínua na medida em que rompeu a sintaxe textual ou o tópico em andamento, provocando um ralentamento no fluxo informacional, mas se mostrou contínua quando cumpriu funções esclarecedoras, argumentativas e interativas.

Referências

BRAIT, Beth. Elocução Formal: o dinamismo da oralidade e as formulações da escrita. In: PRETI, Dino (org.). Estudos de língua falada, variações e confrontos. 2 ed. São Paulo: Humanitas, 1999.

JUBRAN, Clélia Cândida A. S. et al. Organização tópica da conversação. In: ILARI, Rodolfo (org.). Gramática do Português Falado. Volume II: Níveis de Análise Lingüística. Campinas: Editora da UNICAMP/FAPESP, 1990.

_______. Inserção: um fenômeno de descontinuidade na organização tópica. In: CASTILHO, A. T. (org). Gramática do Português Falado. Vol. III: As Abordagens. 2ªed. Campinas, SP: Unicamp, 1992.

_______. Parênteses: Propriedades Identificadoras. In: CASTILHO, A.; KATO, MARY A. (org). Gramática do Português Falado. Vol. V: Convergências. Campinas, SP: Unicamp, 1996.

KOCH, I. V. et al. Aspectos do Processamento do Fluxo de Informação no Discurso oral Dialogado. In: CASTILHO, A. T. (org). Gramática do Português Falado. Vol. I. Campinas: Editora da Unicamp, 1990.

_______. Atividades de composição do texto falado: a elocução formal. In: CASTILHO, A. T; BASÍLIO, Margarida (orgs.). Gramática do Português Falado. Vol. IV: Estudos descritivos. Campinas: Editora da UNICAMP/FAPESP, 1996.

Document info
Document views426
Page views430
Page last viewedSat Dec 10 22:56:58 UTC 2016
Pages160
Paragraphs2338
Words79461

Comments