X hits on this document

118 views

0 shares

0 downloads

0 comments

27 / 51

21- PROBLEMAS PESSOAIS

Além dos revezes com o texto, a composição foi também perturbada por uma série de problemas pessoais, que tornaram muito atribulada essa fase na vida do compositor. A perda dos filhos, o temperamento difícil de Antônio Carlos, suas repetidas ausências, o envelhecimento precoce de Adelina tinham contribuído para multiplicar as desavenças, as discussões penosas, precipitando o fim do casamento. Em 30 de junho de 1879, menos de um ano depois do nascimento de Ítala, a filha mais jovem, o músico entrou com o pedido de separação. Embora a documentação a esse respeito não tenha sido mantida, acredita-se que o marido baseava tal pedido numa suspeita de adultério da esposa. O processo rumoroso, cheio de acusações mútuas, que vazavam para a imprensa, se encerrou em 19 de setembro, com um acordo amigável.

O casamento não se dissolveu, mas os cônjuges deixaram de habitar sob o mesmo teto. O compositor comprometeu-se a alugar e mobiliar o apartamento em que Adelina passaria a viver com os filhos, e a pagar-lhe uma pensão mensal de 150 liras. Se infidelidade houve por parte da esposa, é possível que ela tenha sido a revanche contra as efêmeras aventuras extra-conjugais de Antônio Carlos com coristas de teatro, prima-donas ou alunas. E principalmente a ligação que ele manteve com o soprano romeno Hericlea Darclée – cujo verdadeiro nome era Hericlea Hartulary –, criadora dos papéis-títulos na Wally, de Catalani, na Íris, de Mascagni, e na Tosca, de Puccini. A própria Ítala Maria refere-se a esse relacionamento admitindo:

“Autor e intérprete glorificaram-se e admiraram-se mutuamente, talvez em um diapasão de entusiasmo que ultrapassou os limites da mais elementar prudência. Minha mãe sempre considerou a sra Darclée a sua asa negra”.

O músico que, em 1879, passa por essa experiência penosa de separação, é o mesmo que, em 1884, vai compor a canção Conselhos, um documento curioso sobre os valores vigentes na sociedade brasileira do Segundo Império – e “politicamente incorreta” à luz das reivindicações feministas da atualidade. Com o pseudônimo de Dr. Velho Experiente, o próprio Antonio Carlos escreve, em português, um texto em que aconselha às jovens casadoiras a total aquiescência ao companheiro “a vontade ao marido há de fazer, que esse dever o casamento traz... procure agradar, sem contrariar, pronta sempre a obedecer...” Essa inteira submissão, provavelmente, foi o que faltou numa união desde o início atribulada.

Document info
Document views118
Page views118
Page last viewedSun Dec 04 04:49:26 UTC 2016
Pages51
Paragraphs319
Words20577

Comments