X hits on this document

134 views

0 shares

0 downloads

0 comments

38 / 51

direção do Conservatório do Rio de Janeiro pareceram consolar Carlos Gomes dos problemas por que vinha passando na Itália. Mas por pouco tempo. Um mês e dezoito dias depois, em 15 de novembro, a República foi proclamada.

Na hora de se escolher o novo diretor do conservatório, o compositor, tendo perdido o apoio com que contava no governo, foi preterido em favor de Leopoldo Miguez. Além da questão política, Miguez, que estudara na Alemanha, contava com o apoio dos “wagneritas”, liderados por Rodrigo Barbosa; e estes consideravam o melodrama italiano fora de moda. Tem razão, porém, Marcus Góes: apesar das “lamentações filiais e as choramingadas” dos amigos, que viam nessa decisão uma injustiça clamorosa, ninguém poderia garantir que Gomes ficasse no Rio de Janeiro, exercendo essa função. O mais provável é que ele a abandonasse seguidamente para voltar a Milão, perseguindo o prosseguimento de sua carreira como operista italiano.  E a tensão com o novo governo aumentou quando Carlos Gomes, alegando muito coerentemente a fidelidade ao imperador, a quem devera o impulso inicial à sua carreira de músico, recusou os vinte contos de réis que o marechal Deodoro da Fonseca lhe oferecera para escrever a música do Hino à República – que acabou sendo composta por Miguez. Isso fez com que, em 1890, ele se decidisse a voltar para a Itália.

31 - GRANDE INSPIRAÇÃO MELÓDICA

Do ponto de vista estrutural, Lo Schiavo é uma ópera de números relativamente convencional. Mas apresenta Carlos Gomes em um de seus melhores momentos de inspiração melódica – capaz de “encontrar harmonias e timbres raros, de aproveitar ritmos inusitados e de utilizar modulações as mais eficazes e inesperadas” (Marcus Góes). Como no Guarany, a música é, de um modo geral, italianada. Mas, como observa João Itiberê da Cunha, num ensaio publicado na Revista Brasileira de Música, há nela “certas estranhezas rítmicas e temas de sabor agreste e mesmo selvagem, que nada têm a ver com a música da Europa, e muito menos com a italiana. Sempre que Carlos Gomes quer apresentar o elemento autóctone do Brasil, sejam guaranis, tamoios ou aimorés, ele encontra no seu estro acentos característicos e inéditos, que surpreendem pela força de expressão e pela novidade, já não diremos pelo exotismo.”

Árias como “Quando nascesti tu”, de Américo, em que é visível essa filiação melódica à canção popular brasileira oitocentista; “Sogni d'amore”, de Iberê, ou o polêmico “Hino à

Document info
Document views134
Page views134
Page last viewedWed Dec 07 17:21:49 UTC 2016
Pages51
Paragraphs319
Words20577

Comments