X hits on this document

147 views

0 shares

0 downloads

0 comments

43 / 51

34 - RENOVAÇÃO FORMAL

Como na Fosca, percebe-se no Condor um esforço consciente de renovação formal. Há soluções harmônicas e empregos vocais que mostram o quanto Gomes acompanhava as modificações introduzidas pelos veristas no idioma do melodrama italiano – e que, na verdade, ele antecipara nas páginas mais inovadoras da Fosca ou da Maria Tudor. Haja vista a tessitura ousada do “Vampe folgori, rivolte!”, na entrada de Odalea no início do ato III, seguida da declamação entrecortada de “Febre fatal, sogno crudel d’ebra follìa!”, marcada andante cantabile con grande passione. Ou, no ato II, a enérgica invocação do tenor – spinto, ou di forza, como era De Negri, o criador do papel:

“O lande, o vertici,

su voi più non si librano

le folgori dell’aquila regal?

Nè più trema d’orror

la foresta al rugito del leon?

Pur quello io son

e implacato ho l’artiglio:

io son Condor!...

(Ó planícies e montanhas, não brilham mais sobre vós os relâmpagos da águia real? E a floresta não treme mais de horror ao rugido do leão? Pois eu sou assim e tenho garras implacáveis: eu sou Condor!). Há também, lado a lado do reconhecível estilo melódico do compositor – aqui tão inspirado quanto no Schiavo – um refinamento de expressão que mostra Gomes em dia com a ópera francesa, de que Condor retém o modelo: a elegância da música faz pensar em Gounod, Saint-Saëns, Massenet.

Um dos sinais da atenção à escola francesa, é o grande cuidado de Gomes – traço também presente na nova escola – em caracterizar musicalmente os ambientes (isso, de resto, já fora anunciado pela “Alvorada” do Escravo). O ambientismo do Condor está presente nos temas de sabor oriental que ele utiliza (embora em trechos como a “Marcha Tártara”, do ato II, eles soem ingênuos e um tanto postiços). Mas a escrita orquestral é muito bem trabalhada, não só no Prelúdio, no Noturno que introduz o ato III, ou no balé – em que uma das entradas, de caráter camerístico, tem melodia particularmente bonita – mas também no acompanhamento instrumental, muito elaborado, e de alto grau de

Document info
Document views147
Page views147
Page last viewedFri Dec 09 16:50:55 UTC 2016
Pages51
Paragraphs319
Words20577

Comments