X hits on this document

117 views

0 shares

0 downloads

0 comments

47 / 51

38 - Dissabores no Fim da Vida

O final da vida do compositor foi marcado por dificuldades e decepções. Não conseguiu obter nenhuma função oficial do governo republicano, o Congresso Nacional lhe negou uma pensão, e sequer foi convidado a integrar a delegação brasileira presente à Exposição Universal Colombiana de Chicago, em 1893. Acabou indo aos Estados Unidos por conta própria; mas não obteve um só centavo de ajuda das autoridades brasileiras para montar ali uma de suas óperas. E por pouco não teve de reembolsar US$ 1.000 ao Tesouro Nacional, por “excedentes de despesas” com um concerto de trechos de suas obras, que regeu em 7 de novembro de 1893.

De volta a Milão, teve a tristeza de encontrar o filho Carlos André doente, com tuberculose. E foi novamente mal-sucedido ao candidatar-se à sucessão do compositor Carlo Pedrotti como diretor do Liceo Rossini, de Pesaro: o escolhido foi Pietro Mascagni que, por sinal, faria ali uma administração extremamente competente. Nesse meio tempo, trabalhava num projeto novo. Ainda no Brasil, pedira a seu amigo, o deputado Annibal Falcão, que lhe escrevesse um poema sobre Cristóvão Colombo – libreto que Falcão produziu em italiano, com o pseudônimo de Albino Falanca. Era duplo o objetivo de Carlos Gomes: o concurso que a Prefeitura de Gênova abrira para uma obra musical em homenagem ao IV Centenário do Descobrimento da América; e concurso semelhante que escolheria a cantata a ser apresentada em Chicago, durante a exposição que celebraria essa efeméride. Desta vez, viu-se triplamente frustrado. Não foi premiado nem em Chicago nem nas Festas Colombianas de Gênova, onde o comitê organizador preferiu o Cristoforo Colombo de Alberto Franchetti (ver o capítulo sobre esse compositor).

39 - Projetos Inacabados

Em 1893, Carlos Gomes iniciou uma nova ópera, Kaila, que não chegaria a terminar. Este, aliás, é um aspecto marcante de sua personalidade artística: a insegurança, que o fez interessar-se e largar pelo meio os mais diversos projetos. É impressionante o levantamento feito por Marcus Góes da lista de óperas iniciadas e não levadas adiante. Por esse motivo, vale a pena citá-la aqui de forma sumária. Mas para maiores detalhes, remeto o leitor às pp. 413-418 de Carlos Gomes: a Força Indômita.

Document info
Document views117
Page views117
Page last viewedSun Dec 04 04:36:46 UTC 2016
Pages51
Paragraphs319
Words20577

Comments