X hits on this document

102 views

0 shares

0 downloads

0 comments

16 / 40

Sintagmas — Professora Ana Vellasco

Nesta crônica, o autor descreve a bola de futebol que foi usada na Copa do Mundo de 66. Ela era bicolor, com gomos pretos e brancos. A presença da adjetivação contribui para a ampliação dos núcleos substantivos (especificando, especializando, precisando, caracterizando, enfim) pelota malhada couro branco, pintalgado de preto ou preto, salpicado de branco altíssimos mentores da FIFA (bola) Caleidoscópica, hipócrita, camuflada (bola) corintiana

Texto 9

Os Tubarões

(Revista Ciência Hoje das Crianças)

Os tubarões são bichos interessantíssimos. Infelizmente, não são tão conhecidos pelo público, que acha que eles são assassinos cruéis e devoradores de homens.

Os estudiosos acreditam que os primeiros tubarões surgiram há mais ou menos 300 milhões de anos. Isso é muito tempo. Os dinossauros surgiram há cerca de 220 milhões de anos e desapareceram há 65 milhões. Quer dizer, os tubarões apareceram bem antes deles e ainda continuam nadando por oceanos e mares do mundo.

Os tubarões têm esqueleto feito de cartilagem e não de ossos. São parentes das arraias e das quimeras, que também têm esqueleto cartilaginoso.

O maior tubarão do mundo é o tubarão-baleia, que pode medir até 18 metros de comprimento e só come peixes pequenos.

Muito interessante é a gestação dos tubarões. Há algumas espécies, como o cação-gata, que botam um "ovo" na vegetação marinha. Dentro dele o filhote se desenvolve até o momento de romper a casca. Na maioria das outras espécies, o filhote passa toda a gestação dentro do útero materno. O olfato dos tubarões é tão desenvolvido que muitos pesquisadores os apelidaram de "narizes nadadores". Experiências comprovam que o tubarão consegue localizar, pelo cheiro, uma gota de sangue misturada em um milhão e meio de gotas de água, e isso a uma distância de 30 metros. Seria assim como pingar uma gota de sangue numa piscina olímpica.

Uma coisa que quase ninguém fala é que os homens estão matando muitos tubarões. Hoje em dia já existem pesquisadores preocupados com este problema, porque os tubarões comem uma grande quantidade de animais marinhos, ajudando a manter o equilíbrio do ecossistema. Mas não é só por isso que devemos proteger os tubarões. Eles são também uma rica fonte de proteína animal, que é muito útil na medicina.

Comentário sobre o texto 9

O texto explica, em uma linguagem acessível, como são os tubarões, o seu processo de gestação, o seu tempo de vida na Terra, os seus sentidos, e principalmente o olfato. Apresenta ainda algumas razões para justificar a preocupação com a matança e a extinção dos tubarões, alertando para o papel dos tubarões na manutenção do equilíbrio ecológico do ecossistema.

Muitos sintagmas nominais foram empregados pelo autor para descrever os tubarões, os substantivos (núcleos) os substanivos nomeando algumas partes do tubarão, os adjetivos (modificadores) fornecendo detalhes sobre essas partes do animal.

substantivos

adjetivos

bichos

interessantíssimos

Document info
Document views102
Page views103
Page last viewedMon Dec 05 16:57:54 UTC 2016
Pages40
Paragraphs1386
Words15238

Comments