X hits on this document

91 views

0 shares

0 downloads

0 comments

4 / 40

Sintagmas — Professora Ana Vellasco

Em primeiro lugar, encontramos também no livro “Iniciação à sintaxe” (Azeredo,  1990), uma boa resposta para a primeira questão: Como podemos reconhecer um sintagma? Segundo o autor, três são as maneiras de isolar as unidades que constituem a oração, ou seja, os sintagmas: o deslocamento, a substituição e a coordenação.

Lemos logo no início do livro A hora dos ruminantes, de José J. Veiga:

"A noite chegava cedo em Manarairema. Mal o sol se afundava atrás da serra - quase que de repente, como caindo — já era hora de acender candeeiros, de recolher bezerros, de se enrolar em xales. A friagem até então contida nos remansos do rio, em fundos de grotas, em porões escuros, ia se espalhando, entrando nas casas, cachorro de nariz suado farejando."

A primeira frase vai nos servir para explicar com clareza a questão levantada.

A noite chegava cedo em Manarairema.

Qualquer um de nós rejeitaria ou perceberia como estranhas as seqüências formadas pelos mesmos vocábulos, porém agrupados assim:

*Noite a chegava cedo em Manarairema.

*Em chegava noite a cedo Manarairema.

No entanto, podemos trocar a posição de alguns grupos de vocábulos da frase inicial, sem prejuízo da compreensão:

Chegava cedo em Manarairema a noite.

Em Manarairema a noite chegava cedo.

Essa inversão da ordem é possível porque nós mantivemos os grupos (A noite, em Manarairema), apenas mudamos sua posição. Essa possibilidade de deslocamento prova que cada grupo é um sintagma. Além disso, podemos fazer substituição de seqüência por unidade simples:

A noite chegava cedo em Manarairema.

Ela chegava cedo em Manarairema.

A noite chegava cedo em Manarairema.

A noite chegava cedo lá.

Aqui também estamos diante de sintagmas: a possibilidade de substituição por unidades simples.

Finalmente, podemos usar um elo coordenativo e que vai mostrar a união de duas unidades do mesmo nível. (Como professor e aluno, serra e mar...) Teremos então:

A noite e a escuridão chegavam cedo em Manarairema.

em que "a escuridão" é equivalente a "a noite" e por isso pode substituí-la:

A escuridão chegava cedo em Manarairema.

Assim, reconhecemos um sintagma através do deslocamento ou mobilidade, da substituição por unidades simples e da coordenação. Por outro lado, apesar de nos referirmos a "grupo de vocábulos", o sintagma pode também ser formado de um só vocábulo, como em:

Manarairema vai sofrer a noite.

Manarairema esperou impaciente.

Portanto não basta haver um vocábulo para existir sintagma, nem é nessário mais de um vocábulo para haver sintagma.

Document info
Document views91
Page views92
Page last viewedSat Dec 03 16:02:17 UTC 2016
Pages40
Paragraphs1386
Words15238

Comments