X hits on this document

Word document

3. HOMOSSEXUAIS SÃO ATROPELADOS NO RIO - page 46 / 47

158 views

0 shares

2 downloads

0 comments

46 / 47

quando ocorreu o fato, o segurança estava com uma arma calibre 32 em mãos e ameaçou o irmão da vitima também, enquanto foi providenciado o socorro Ricardo fugiu, o delegado Niêmer Nunes Júnior e o investigador Marcos Ribeiro da 1º DP de São Vicente disseram que o criminoso atirou na travesti por ciúmes. [Fonte: A Tribuna, São Vicente, Santos/Sp, 27/5/2004]

8. DOIS ADOLESCENTES TRAVESTIS SÃO LEVADOS PARA ABRIGO EM SÃO PAULO

Adolescentes travestis saem de Araçatuba em busca de conhecer o mar de Santos, mas são postos em abrigo, Julio, 14 e Ricardo, 15, nomes fictícios queriam sair da cidade em que moravam e para isso pegaram carona em troca pagavam com sexo aos motoristas, na bagagem tinham batons, camisinha, perfume e uma máquina fotográfica para tirar fotos do mar, Ricardo disse que “É difícil conseguir carona, eles sempre querem algo em troca”, “sempre teme querendo fazer programa e aqui os clientes são novos, tem dinheiro e até que são bonitos”, os dois não querem voltar para suas casa porque segundo falaram suas famílias não os aceitam. “Minha vontade é esquecer que eu tenho família e não voltar mais, mas às vezes eu não consigo”, Ricardo esta na 8º série e relatou que foi colocado diversas vezes para fora de casa pela mãe, e a família não quer nas casas destes. “eles não me aceitam, por isso eu fujo”, Júlio conta que apanhou muito, minha mãe rasga minhas roupas, me xinga, quando volto para casa eles me falam “Já voltou sua peste maldita?”, tem 4 irmãos e uma irmã de 13 anos que se prostitui também. “Enquanto tiver gente fazendo programa, terá gente querendo fazer programa”. [Fonte: Correio Popular, Campinas/Sp, 11/6/2004]

9. ADOLESCENTE SOFRE VIOLÊNCIA SEXUAL POR POLICIAIS EM NATAL

O adolescente S.G.F., 17 anos, travesti, foi presa em delegacia comum tendo seus direitos violados, acusado de roubo em Ponta Negra, foi lavada sem o crime ter sido comprovado e na ocasião os policias violentaram sexualmente dentro da delegacia o adolescente, para o promotor Manoel Onofre Neto o que aconteceu foi uma coisa absurda, e irá abrir inquérito e investigará o caso, existe uma testemunha que viu tudo e, além disso, um adolescente não pode ser mantido 20 dias em uma para adultos tendo seus direitos feridos, S.G.F., disse que foi obrigado a fazer sexo grupal com um policial e uma mulher identificada com e agente. [Fonte: Tribuna, Natal/Rn, 29/7/2004]

10. SEGURANÇAS TORTURAM TRAVESTIS EM SÃO PAULO

Dois travestis acusados de furtar um aparelho celular em uma loja no Boavista Shopping, na região de Santo Amaro, zona sul foram agredidos e torturados por 3 seguranças do local o caso foi registrado na 11º DP, os segurança Clayton de Melo, 22,  Marcos Alves Gomes, 32 e Severino Ferreira, 49 anos estão presos sob a acusação de tortura, as travestis Fernando Balestrim de Freitas e José Iranildo de Araújo, vão responder por furto que revelaram ter apanhado por uma hora seguida e ainda acusadas de roubarem outras coisas no shopping, Araújo teve os cabelos cortados e um dos braços quebrados e foi obrigado a pintar uma parede da sala que teria ficado sujo de sangue, Freitas sofreu traumatismo craniano e hematomas no tórax, só após bater libertaram e estes procuraram a policia que os levaram ao hospital, tortura é crime hediondo. [Fonte: Diário de São Paulo, São Paulo/Sp, 30/7/2004]

11. TRAVESTI É ESFAQUEADO EM SALVADOR

Candido Alves da Silva, “Priscila”, foi internada no Hospital Geral do estado após ser esfaqueado durante uma briga pela disputa de um ponto de prostituição na avenida Manoel Dias, Pituba, mesmo sendo uma área residencial de Salvador é área de prostituição a noite de prostitutas e travestis. [Fonte: A Tarde, Salvador/Ba, 12/8/2004]

12. TRAVESTI É BARRADO EM BOITE EM NATAL

A travesti Amanda Marques, empresaria, e seu marido Marcelo Dias, administrador financeiro, afirmaram que foram discriminados ao tentar entrar em um Clube da cidade na madrugada do dia 25/9, sábado, em Fortaleza, CE, não conseguiram entrar no clube Mucuripe Club, pois Amanda é travesti, estes foram abordados separadamente por seguranças quando estavam na fila e que Amanda só poderia entrar se tivesse o cartão Vip ou tivesse comprado o ingresso no horário comercial, pois ali era uma festa fechada, quando se identificaram como um casal não entraram e foram para o carro, os flanelinhas disseram que ali não era uma festa fechada, Marcelo voltou lá e comprou os ingresso e pergunto ao segurança porque sua namorada não poderia entrar este disseram que riam checar pois ela era travesti, Amanda disse que anda em todo o território brasileiro e na Europa, como sou barrada em uma boate na minha terra?. [Fonte: O Povo, Fortaleza/Ce, 29-9-2004]

13. BRIGA ENTRE PMS E TRAVESTIS EM SÃO PAULO

Cinco travestis com marcas de espancamento no corpo e arranhões foram parar dia 28/11, domingo, madrugada foram parar na 51º DP, Butantã, zona oeste, as travestis afirmam que as agressões foram gratuitas, um dos soldados Marco Antonio Barbosa teria sido denunciado em outra ocasião no mês de outubro, uma travesti “Alessandra”, Alexsandro Bezerra de Oliveira, 21, disse: “Na delegacia parecem uns santos, mas quando nos encontram na rua são terríveis”,agora a corregedoria terá que investigar  que esta acontecendo, “Fernanda”, Jose Rodrigo Piva Silva, 18, explica: “Logo depois da agressão, ligamos para a corregedoria , mas eles disseram que não tinham ninguém para nos atender. Mandaram chamar a impressa”, o caso começou na quinta-feira, as 23:00h quando a “Janaina”, Janaildo José da Silva, 19, fazia ponto na praça Vicente Rodrigues, uma policial feminina apareceu Carla Pereira de Barros revistou e deu um empurrão no travesti ,que caiu e em seguida arremessou a sobrinha na policial daí virou uma confusão, começou a bater e a preocupação era a “Sheila” que tinha posto silicone. Apareceu o policial Edvaldo Martins de Carvalho, “oclinhos” que sempre aparece e nos humilha chamando de lixo e raça de demônio, o delegado Lourival Merlotti fez um termo circunstanciado de desacato, resistência e ato obsceno contra as travestis, a travesti Cris conta que a PM cuspiu em seu rosto e o chamou de lixo porque questionou o motivo de porque iria sair do local ponto de

Document info
Document views158
Page views161
Page last viewedWed Dec 07 21:07:09 UTC 2016
Pages47
Paragraphs457
Words45288

Comments