X hits on this document

PDF document

ARRÁBIDA E SINTRA: DOIS EXEMPLOS DE TECTÓNICA PÓS-RIFTING DA BACIA LUSITANIANA - page 16 / 27

106 views

0 shares

1 downloads

0 comments

16 / 27

apresenta espessuras em tudo idênticas às regionais e o flanco curto não é observável (em parte porque a posição do litoral actual não o permite). A única ocorrência de flanco curto aflora associado à passagem da rampa frontal a lateral, na extremidade Oeste da estrutura. As estrias observadas nos planos de falha mergulham sistematicamente para norte; aproximadamente 10º a 15º nas rampas laterais e com valores próximos da linha de máxima inclinação nos planos de

cavalgamento. Este aspecto é facilmente observável em corte que se pode efectuar, de Norte para Sul, por exemplo ao longo da Estrada Regional 379-1, entre Azeitão e o Portinho da Arrábida onde se observa desde o núcleo do anticlinal, passando pelo flanco curto, até às rampas frontais-laterais, assim como falhas normais N-S da bacia reactivadas como desligamentos esquerdos (p. ex., na Pedreira do Jaspe).

A forma cartográfica do Anticlinal do Formosinho, arqueada na metade ocidental, deve-se à rotação, associada ao deslocamento para sul, do eixo da dobra, ao longo dos desligamentos esquerdos, modificando uma orientação geral E- W na metade oriental, para NE-SW na restante porção.

mètres et ont pris part aux plissements. Nas unidades a muro da discordância angular observam-se perfurações de anelídeos e moluscos terciários (Choffat, 1908) particularmente nos calcários do Jurássico médio sub-verticais, para além de blocos do Jurássico superior elaborados e ressentimentos na unidade biocalcarenítica do Burdigaliano superior suprajacente à descontinuidade. Próximo deste afloramento observa-se o mesmo tipo de icnofósseis, mas em parede sub-vertical, claramente associada ao cavalgamento do Formosinho e fossilizada pelos mesmos biocalcarenitos.

A idade desta linha de deslocamentos foi pela primeira vez discutida por P. Choffat (1906; 1908). Este autor escreve, em 1906, o seguinte: un fait singulier se présente au pied sud du Formosinho. C’est la superposition de l’Helvétien 2supérieur

, redressé

horizontal,

les

tranches

du

Jurassique

sur

verticalement, attaqué par des coquilles perforantes, tandis que l’Oligocène et le Burdigalien se sont déposés à une centaine de

Trabalho recente (Antunes et al. 1995), baseado em idades isotópicas obtidas pelo método do 87Sr/86Sr a partir de amostras de bivalves da unidade mais recente a muro e mais antiga a tecto da descontinuidade, permite constranger a idade

Fig. 9 – Corte geológico perpendicular ao anticlinal e cavalgamento de Formosinho. As falhas extensionais no soco propõem-se pelo aumento da espessura a tecto do cavalgamento. A legenda aplica-se também ao corte geológico da figura 10a. As unidades geológicas da legenda são as de Manuppella et al. (1994).

2

Actual Langhiano (N.A.)

384

Document info
Document views106
Page views107
Page last viewedThu Dec 08 00:49:44 UTC 2016
Pages27
Paragraphs483
Words17493

Comments