X hits on this document

PDF document

ARRÁBIDA E SINTRA: DOIS EXEMPLOS DE TECTÓNICA PÓS-RIFTING DA BACIA LUSITANIANA - page 9 / 27

113 views

0 shares

1 downloads

0 comments

9 / 27

Fig. 5 – Correlação das unidades litostratigráficas do Cenozóico do sector distal da Bacia do Baixo Tejo.

terraços marinhos bem marcados no flanco sul da Serra da Arrábida a 60m, 20-25 m, 8-12 m e 6-8 m, na região do Forte da Baralha e que forneceram alguns moluscos (Zbyszewski et al., 1965). Noutros locais existem retalhos de conglomerados correspondentes a terraços marinhos de 12 a 15 e 5 a 8 metros, atribuíveis ao último interglaciário e ao início da glaciação de

Würm (100 000 anos, Tirreniano II e III). Na Lapa de Santa

Margarida foram recolhidos, instrumentos líticos (entre ele

nestes conglomerados, s um biface “abevilense”

redepositado, e peças languedocenses). Na gruta da Figueira Brava a indústria abundante é mustierense com denticulados. Datações 14C e com base nas séries de Th/U indicam idade

377

Document info
Document views113
Page views114
Page last viewedSat Dec 10 01:05:44 UTC 2016
Pages27
Paragraphs483
Words17493

Comments