X hits on this document

306 views

0 shares

0 downloads

0 comments

111 / 120

Detalhes Construtivos e

Manutenção

Embora este assunto não seja tratado com a freqüência e seriedade que se deva,os detalhes construtivos são parte fundamental para o sucesso da impermeabilização. Para que esse processo não onere muito a sua obra, devemos prevê-lo desde a fase de projeto. Seguem algumas dicas:

  • Camada separadora: estrato com a função de

evitar a aderência de outros materiais sobre a ca- mada impermeável. Pode ser: filme de polietileno, papel Kraft betumado ou geotêxtil (poliéster de não- tecido). Além de aumentar a vida útil do sistema de impermeabilização, a camada separadora facilita na manutenção do piso, pois quando for necessário realizar a quebra do contrapiso,o impermeabilizante não será afetado.

  • Deve-se ter em toda a borda da laje impermeabi-

lizada, uma mureta de, no mínimo, 15cm de altura, de concreto, monolítica com a laje; isso evita o des- tacamento e conseqüente ruptura da manta.Na face superior da mureta, prever uma inclinação de 5% caindo para o lado da laje impermeabilizada. Esse caimento evita o surgimento precoce de manchas de sujeira na fachada.

  • Todo e qualquer equipamento a ser instalado sobre a

área impermeabilizada, tanto os que serão entregues instalados na conclusão da obra, quanto os que vie- rem a ser necessários futurament ,devem ser previstos na etapa de projeto. Essa medida pretende evitar que um técnic ,no pós-obra,venha a utilizar uma furadei- ra em uma eventual instalação e danifique o sistema impermeabilizante. Para iss , deixar blocos de concre- to ancorados na laj ,com altura mínima de 20cm,que deverão ser impermeabilizados.

  • As calhas moldadas em concreto armado sobre a

laje de cobertura,podem ser impermeabilizadas com

  • o

    sistema de mantas. A manta deverá subir pela pa-

rede da calha até a sua borda externa. Recomenda- se que a telha entre, pelo menos, 10cm dentro da calha, formando um pequeno beiral a fim de evitar entrada de água causada por chuvas de vento. Para efeito de manutenção da calha, recomenda-se uma largura livre de, no mínimo, 30cm. Prever na camada

de regularização da superfície do fundo da calha, um caimento mínimo de 1% para os coletores de água e espessura mínima de 3cm.

  • Isolação térmica: a própria Manta Asfáltica com

acabamento de alumínio ou geotêxtil tem proprie- dades que refletem os raios solares, promovendo um maior conforto térmico no ambiente. Uma camada isolante sobre a impermeabilizaçã , que pode ser de EPS (poliestireno expandido de alta densidade com proteção mecânica) ou seixo rolado de cor clara, traz a vantagem de a manta também ser protegida termi- camente, trazendo maior longevidade para o sistema. A isolação térmica também facilita na manutenção do local mesmo quando colocado EPS como proteção mecânica,pois o piso não adere à impermeabilização.

  • Em áreas frias, deve-se fazer o contrapiso e o re-

boco sobre a impermeabilização e, posteriormente,

  • o

    assentamento do acabamento cerâmico. Em uma

eventual manutenção da cerâmica, a impermeabili- zação não será afetada.

  • Deixar ganchos para estaiamentos de balancins na

cobertura para manutenção de fachadas e eventual uso pelos bombeiros.

  • Prever proteção mecânica no piso do reservatório

para eventual manutenção com apoio de andaime, escada, etc.

  • Em floreira, preve , no projeto, uma proteção me-

cânica sobre a impermeabilização, pois essa área é passível de manutenções, como a remoção das plan- tas, do solo, renovação do sistema de drenagem, etc. Geralmente, são recomendadas plantas com raízes superficiais, evitando-se a colocação de arbustos e árvores que tenham raízes profundas.

111

Instruções Gerais

Document info
Document views306
Page views306
Page last viewedSat Dec 10 08:24:13 UTC 2016
Pages120
Paragraphs2459
Words27482

Comments