X hits on this document

91 views

0 shares

0 downloads

0 comments

21 / 38

Prefácio

Após a edição do meu primeiro livro, no final de 2001, Libório Manuel Silva, o responsável do Centro Atlântico e principal “culpado” da aventu- ra que foi O Guia do Prático do Microsoft Windows XP, disse-me algo do género “temos de pensar no próximo”.

Tentei disfarçar e fingir que não era nada comigo, mas ele insistiu: “Sabe, os meus autores nunca se ficam só por um livro”. E, à falta de propostas do meu lado, avançou com algumas ideias, uma delas a que deu origem a esta obra.

De início, hesitei. Afinal, um livro sobre a melhor forma de realizar cópias de CDs e DVDs pode parecer uma provocação. E estamos num país cujos índices de pirataria de software são dos mais elevados da Europa (embora bem distantes, felizmente, dos países do Leste Europeu ou do Extremo Oriente). Não será este um projecto contra- producente?...

Na verdade, não – ou pelo menos é essa a minha opinião e a do Centro Atlântico, que edita esta obra. Até porque, na prática, quem copia por negócio ou vício já sabe como o fazer.

Mas com o gravador que tem instalado no seu PC pode criar CDs de áudio com mais informação do que aquela que está contida no original; pode transcrever o vídeo das suas velhas cassetes VHS para dentro de CDs em formato VideoCD; pode copiar os seus LPs para CDs e ouvi-los em qualquer leitor de discos compactos...

Ou seja, mesmo antes de cometer alguma ilegalidade, existe um mundo de possibilidades (legítimas) que nos são oferecidas pelos modernos gravadores e que urge explorar.

É para esse mundo que este livro pretende servir de roteiro. António Eduardo Marques Loures, 20 de Fevereiro de 2002

Document info
Document views91
Page views91
Page last viewedFri Dec 09 10:30:19 UTC 2016
Pages38
Paragraphs349
Words5974

Comments