X hits on this document

115 views

0 shares

0 downloads

0 comments

36 / 38

36

CAPÍTULO 1: A GRAVAÇÃO ÓPTICA

tado como 0; cada ponto cristalino (que reflecte a luz) é interpretado como 1.

No entanto, estes discos e esta forma de gravação não oferecem a mesma capacidade de reflexão de luz dos CD-R nem dos CDs reproduzidos industrialmente, razão pela qual não conseguem ser reproduzidos nas unidades de leitura de primeira geração, quer se trate de unidades de CD-áudio, quer de leitores de CD-ROM. Mesmo no caso dos leitores de áudio de hi-fi, reprodutores de automóvel e walkmans mais recentes, é preciso verificar se o fabricante indica explicitamente a capacidade de leitura de gravações em suporte tipo CD-RW, caso con- trário deverá assumir-se o contrário.

Como funciona um DVD

Exteriormente, o DVD é muito semelhante a um CD, com o qual partilha

  • o

    diâmetro de 12 cm. A principal diferença, para o utilizador, é a sua

capacidade: 4,7 GB por camada e por cada lado, sendo que um DVD pode conter um máximo de quatro camadas, duas por cada lado, para um total de 17 GB de dados (8,5 GB em discos de um lado e duas camadas; 17 GB nas versões de dois lados e duas camadas).

Na prática, isto permite a criação de DVD-Vídeo com capacidade para armazenar um filme de longa metragem (mais de duas horas) em formato digital MPEG-2, juntamente com legendas até 32 idiomas e uma banda sonora dobrada até um máximo de oito idiomas em seis canais de som (Dolby Digital 5.1).

Anatomia de um DVD

Document info
Document views115
Page views115
Page last viewedFri Jan 20 06:20:43 UTC 2017
Pages38
Paragraphs349
Words5974

Comments